Imagem Destaque

Tecnologia Disruptiva e Inovação na Indústria são temas de workshop

publicado em 16/08/2018 por Assessoria

Diretores e gestores de empresas da área comercial, marketing, industrial e inovação, além de designers, que estarão no 9º Congresso Nacional Moveleiro, que acontece de 15 a 17 de agosto, em Arapongas, terão a oportunidade de participar de um workshop cujo tema é "Tecnologia Disruptiva: Inovação na Indústria Tradicional". O evento será no dia 16, das 9 horas às 12 horas, e será ministrado pelo consultor da área de Design, Marcos Batista, por Hugo Santos, especialista em Marketing e Vendas; e Benício José de Oliveira Filho, empresário e Investidor Anjo.

"Diante de tantas mudanças, nas quais o que vale hoje certamente será modificado amanhã, é necessário pensar em quem somos, qual é o nosso propósito, o que queremos e como queremos", pontua Marcos Batista. "Existem muitos nichos de mercado conhecidos e outros a serem explorados, o que nos faz perceber as inúmeras oportunidades de empreender e gerar negócios nesse setor. E elas acontecem tanto no mundo corporativo, quanto no mundo dos profissionais independentes”, afirma.

Segundo Batista, os consumidores demandam cada vez mais a adoção de novos modelos de negócios e buscam por experiências diferentes antes de decidir pela compra. Nosso debate está voltado, especificamente, à dinâmica do que é a nova economia e como podemos sensibilizar e despertar o reposicionamento daqueles que já trabalham na cadeia de valor da movelaria e como podem incrementar, adaptar ou até mesmo ser disruptivo, agregando valor em sua produção, produtos, serviços ou negócios por meio destes novos conceitos", adiantou.

Marcos Batista leva sua experiência na área de Design para falar de inovação e empreendedorismo criativo como fatores que podem fazer a diferença no mercado. Em sua apresentação, ele vai explorar o tema Inovação & Design aplicados à cultura de inovação nas organizações. "Vivemos uma mudança de era e de paradigma, do modelo industrial para um novo, exponencial e baseado no conhecimento, na criatividade e na nossa existência", explica. "Nessa palestra, vou mostrar o que é fundamental e indispensável para que a inovação aconteça de fato”, antecipa. O consultor afirma que já há novos caminhos para as organizações e que os gestores precisam perceber isso logo para trocarem seu pensamento linear (incremental) pelo exponencial. “Meu objetivo é estimular esse público a pensar com o conceito de Design Thinking, ter uma visão mais sistêmica do que é inovar e gerar experiências; desenvolver um mindset com foco na percepção das necessidades das pessoas oferecendo soluções relevantes, originais e geradoras de valor", contou.

De acordo com ele, a grande maioria das empresas, incluindo as movelarias, ainda trabalham com conceitos da era industrial, de pensamento linear e clássico. "O nosso desafio é estimular a capacidade criativa e produtiva sobre as novas tendências da indústria e do consumo, introduzindo conceitos da era digital, de pensamento exponencial. O setor moveleiro precisa desenvolver novas habilidades, competências e atitudes. Essa será a chave da sobrevivência no século 21”, resumiu. 

Já Benício Filho vai abordar "Como as startups podem promover um novo ciclo econômico". O objetivo é estimular o empreendedor a pensar com o conceito de startup e o propósito de empreender. Ter uma visão mais sistêmica e inovadora do empreendedorismo, desafiando as crenças convencionais, subvertendo a lógica para obter resultados melhores. “Quero desenvolver um mindset com foco na percepção das necessidades organizacionais com soluções relevantes, originais e geradoras de valor”, conta. Para ele, empreender hoje é perceber mudanças em curso estabelecidas por um novo conceito de consumo e de relacionamento entre consumidor produto e serviços. “O empreendedor é quem faz a diferença no mundo os 4E's do empreendedorismo”, destaca.

 

Uma visão de "Vendas e Marketing para a nova economia" será o tema de Hugo Santos. Ele pretende orientar os empreendedores para que atuem em seus mercados e segmentos, definindo personagens a serem atendidas. “É preciso traçar uma comunicação orientada à solução de problemas e às experiências que os negócios proporcionam. Também é preciso utilizar melhor as técnicas do Marketing Digital e Inbound Marketing, além de formar ações de vendas focadas na construção de valor e obtenção de clientes realmente qualificados”, ensina. Ele também recomenda que os gestores atuem em ações de prospecção corporativa para encontrar grandes clientes interessados em caminhar em conjunto com as startups. “Também é preciso construir ferramentas de análise de resultados destas ações para que seus negócios cresçam continuamente e se mantenhas boas redes de relacionamento”, acrescenta.

Crédito: Gelson Bampi.

voltar
Logos